10 de novembro de 2010

A propósito da visita do papa a Espanha




Começa a intrigar-me a propensão escatológica que apresentam as conferências de imprensa papais, quando efectuadas na santa aeronave.
Será que por divino obséquio e em dias de mais forte canícula, lhe é permitido voar, à dita santa, de janelas abertas.
E será que Bento 16, passados todos estes séculos, num exercício de teimosia habitual, ignorando as conclusões de Arquimedes, no que às peculiares propriedades os fluidos apresentam, arrisca-se a verbalizar pensamentos tidos em ambientes rarefeitos.
Desta feita, comparando o anticlericalismo espanhol dos anos 30 com o seu actual secularismo, de dente afiado e sem qualquer respeito pelo povo que o recebe, pretende o prosélito, de uma assentada só, malhar naqueles que na Espanha actual viram costas à Igreja e vitimizar todos aqueles que, às costas da mesma Igreja, na Espanha de ontem, malharam no povo espanhol.
Mais apetece atribuir ao valente Bento 16, o epíteto de B16.
Claro está que a sua idade já lhe vai toldando os ímpetos e fraquejando as investidas, pois da voracidade empregue na forma como se atirou ao laicismo, resultou um valente trambolhão, do qual nem os sapatos Prada o livraram.
Não é que o dito, no seguimento de tal desmando, deixa escapar o que verdadeiramente lhe fustiga a alma, traindo a moderna retórica da sua Igreja.

Eu não diria melhor.

1 comentário:

  1. O ódio assusta uns, inspira outros e doma os ignorantes.

    ResponderEliminar